Segunda Chamada

Aos alunos que perderam 1a. avaliação da Linguística I, lembro que é possível solicitar segunda chamada, desde que o motivo da ausência à prova esteja previsto na resolução 37/97 CEPE-UFPR.

Lembro que essa resolução normatiza todos os cursos de licenciatura da UFPR e estamos todos - professores e alunos - sujeitos a ela. O texto completo da resolução pode ser acessado na página da Secretaria de Órgãos Colegiados da UFPR.

Abaixo, copio a seção do texto que normatiza justamente a segunda chamada.

Se você puder pedir a segunda chamada, é preciso preencher um formulário, no prazo estipulado pela resolução, e encaminhá-lo ao professor responsável pela disciplina, na Secretaria de Departamento ao qual pertence o professor.

 


SEÇÃO V
Da Segunda Chamada

Art. 106 É assegurado o direito à segunda chamada ao aluno que não tenha comparecido à avaliação do rendimento escolar, exceto na segunda avaliação final, nos casos e condições constantes neste artigo.

§ 1º - Considera-se impedimento do aluno para comparecer à avaliação:

a) exercícios ou manobras efetuadas na mesma data em virtude de matrícula no NPOR (Lei nº 4375, de 17.08.64), devidamente comprovadas por atestado da unidade militar;

b) internamento hospitalar devidamente comprovado pelo hospital;

c) doença comprovadamente impeditiva do comparecimento, confirmada por um atestado emitido por profissional da área de saúde;

d) luto pelo falecimento de parentes ou afins em linha reta e de colaterais até o segundo grau, comprovável pelo correspondente atestado de óbito;

e) convocação, com coincidência de horário, para depoimento judicial, policial ou assemelhado, devidamente comprovado;

f) convocação, com coincidência de horário, devidamente comprovada, para eleições em entidades oficiais;

g) viagem propiciada por convênio da UFPR, devidamente comprovada;

h) participação, devidamente comprovada, em atividades previstas nos artigos 81 e 82 desta Resolução.

§2º - O aluno ou seu representante deverá requerer ao docente responsável pela disciplina ou ao departamento a segunda chamada no prazo de 5 (cinco) dias úteis, contados a partir da data da realização da avaliação do rendimento escolar, apresentando a documentação comprobatória correspondente, devendo o docente ou o departamento manifestar-se no prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis, sendo que nos casos previstos no § 1º deste artigo que impliquem em viagens, os 5 (cinco) dias úteis para requerimento serão contados a partir do retorno do aluno.

§ 3º - Deferido o requerimento, o docente ou o departamento fixará em edital, o local e a data e o conteúdo da avaliação de segunda chamada, com, no mínimo, 5 (cinco) dias úteis de antecedência.