Escrita

O processo de escrita do texto

Ainda sobre o processo de escrita: em conversas com colegas, tem ficado claro que todos nós temos trabalhado como revisores de textos. Como diz um colega, é como se estivéssemos sujeitos a um “desvio de função”: prestamos concurso para sermos professores e pesquisadores e não revisores de texto. Não quero minorar a função de revisor de texto com esta afirmação, mas quero deixar claro que é o mestrando ou o doutorando que deve cuidar de seu texto. Por quê? Porque essa é uma parte do processo de aprendizado de escrita acadêmica, porque de profissionais e alunos da área das Letras espera-se domínio do texto escrito e, finalmente, porque cabe ao orientador discutir o conteúdo do trabalho, que afinal é a essência dele. Não cabe ao orientador revisar ou reescrever textos mal escritos. Por isso, aviso que, daqui em diante, sempre que um texto tiver problemas formais, que comprometam sua compreensão, o orientando será instado a procurar um revisor. Só depois de ter a redação adequada é que será lido e avaliado pela orientadora.

Textos devem ser entregues em versão impressa e em PDF (por e-mail). Outros formatos não.